Advertisement

Image Map

[Resenha] As crianças aprendem o que vivenciam.

As crianças aprendem o que vivenciam:


Livro:
 As crianças aprendem o que vivenciam.
Autoras: Rachel Harris e Dorothy Law Nolte .
Ano de Lançamento: 2003
Número de Páginas: 173
Editora: Sextante
Classificação: 










Sinopse: 

Com mais de 2 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, 'As Crianças Aprendem o que Vivenciam' se tornou referência por apresentar um conceito simples e claro sobre educação: as crianças aprendem o tempo todo com o exemplo dos pais.
Seus filhos estão sempre prestando atenção em você. Talvez não ao que você lhes diz para fazer, mas certamente ao que de fato veem você fazer.
Este livro vai levar você a refletir sobre o exemplo que está dando aos seus filhos. Ele traz ensinamentos fundamentais para que os pais ajudem as crianças a lidar com o medo, a hostilidade e a inveja, assim como a desenvolver a autoconfiança, a coragem, o senso de verdade e justiça, o amor e o respeito pelos outros.
E não há presente maior para os pais do que assistir ao desenvolvimento da personalidade dos filhos, ver sua beleza brilhar no mundo e saber que contribuíram de modo essencial para a felicidade deles.




Sobre o Livro:

Este livro é muito diferente dos outros pois tem uma leitura simples,leve e de fácil entendimento. Baseado em um poema de Dorothy Law Nolte o livro aborda o mesmo  tema, citando a cada capitulo trechinhos do poema e ao que se referem.
É um excelente livro para mamães de todas as idades, pais,irmãos(as), educadores e todos interessados a trabalhar com crianças ou tem contato com os pequeninos. Como todos sabem não existe manual exato de como criar os filhos e que pais e filhos tem probleminhas de entendimento e comunicação principalmente na adolescência. 
Escolhi este livro pois virei mãe aos 22 anos e queria ler sobre  assunto (focado na criação  e em ser uma boa mãe),mas não queria ler aqueles livros enormes e teóricos (que falacem de fraldas, temperatura do leite e coisas do tipo). Mesmo estando um pouquinho assustada em ser mamãe de primeira viagem estava buscando algo de como ser boa mãe e fazer meu filho tão feliz como fui com minha criação e meus pais (o sentimental é um fator muito importante) e nesse trabalho tão delicado achei o que estava procurando e com exemplos do dia-a-dia e ressaltando sempre que palavras e como agir são muito importantes e tem sim peso em quem são e querem se tornar . Nos faz refletir e questionar se já passamos por isso, se percebemos isso na nossa criação e como queremos ser com os nossos filhos.
É um dos livros mais lindos e tocantes que eu já li !


Poema de Dorothy Law Nolte:

As crianças aprendem o que vivenciam
Se as crianças vivem ouvindo críticas, aprendem a condenar.
Se convivem com hostilidade, aprendem a brigar.
Se as crianças vivem com medo, aprendem a ser medrosas.
Se as crianças convivem com a pena, aprendem a ter pena de si mesmas.
Se vivem sendo ridiculizadas, aprendem a ser tímidas.
Se convivem com a inveja, aprendem a invejar.
Se vivem com vergonha, aprendem a sentir culpa.
Se vivem sendo incentivadas, aprendem a ter confiança em si mesmas.
Se as crianças vivenciam a tolerância, aprendem a ser pacientes.
Se vivenciam elogios, aprendem a apreciar.
Se vivenciam a aceitação, aprendem a amar.
Se vivenciam a aprovação, aprendem a gostar de si mesmas.
Se vivenciam o reconhecimento, aprendem que é bom ter um objetivo.
Se as crianças vivem partilhando, aprendem o que é generosidade.
Se convivem com a sinceridade, aprendem a veracidade.
Se convivem com a equidade, aprendem o que é a justiça.
Se convivem com a bondade e a consideração, aprendem o que é respeito.
Se as crianças convivem com a segurança, aprendem a ter confiança em si mesmas e naqueles que a cercam.
Se as crianças convivem com a afabilidade e a amizade, aprendem que o mundo é um bom lugar para se viver.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger